Close

Teatros brasileiros se reúnem em webinar sobre o desenvolvimento da indústria da ópera

Ópera “Tosca” no 22ºFestival Amazonas de Ópera. Foto: Michael Dantas

Cinco teatros de ópera brasileiros e uma companhia independente participarão do webinar “O Desenvolvimento da Indústria da Ópera no Brasil”, promovido pela Ópera Latinoamérica (OLA) na próxima sexta-feira, 22 de maio.

O debate virtual vai abordar o mercado da ópera no Brasil, as possibilidades de trabalho em rede e as estratégias para atravessar o atual momento de crise, reunindo representantes do Festival Amazonas de Ópera, do Theatro Municipal de São Paulo, do Theatro da Paz (Belém), do Theatro São Pedro (São Paulo), do Palácio das Artes (Belo Horizonte) e da Cia Ópera São Paulo.

Desde o fechamento dos teatros com o início das medidas de isolamento social, a OLA vem realizando uma série de seminários on-line e conferências para que todos os segmentos da produção de ópera possam compartilhar perguntas, reflexões, ideias e soluções.

“Para o Palácio das Artes, tem sido uma experiência importante o diálogo com outras instituições, facilitado e estimulado pela OLA. Este é mais um momento de troca e de reflexões sobre o papel das instituições para o desenvolvimento de um mercado de ópera forte, inclusivo e democrático”, avalia Eliane Parreiras, presidente da Fundação Clovis Salgado, gestora do teatro.

Ricardo Apezzato, gestor artístico do Theatro São Pedro, destaca que tem sido muito rico ampliar o diálogo com as instituições na América Latina e de outras partes do mundo. “Acredito que esta é uma excelente forma de seguirmos aprimorando cada vez mais a qualidade artística dos espetáculos e fortalecendo as instituições de ensino, que são parte importante da cadeia produtiva da ópera”, afirma. 

Flávia Furtado, diretora executiva do Festival Amazonas de Ópera, defende que o gênero tem uma das maiores cadeias produtivas dentro das manifestações artísticas, e impulsiona também outros setores da economia, como o turismo. “Precisamos ser vistos como um setor estratégico na retomada econômica pós-pandemia”, diz. 

Até o momento, a OLA realizou mais de quinze eventos, que envolveram convidados como Royal Opera House, Opera Vision, Seattle Opera, Teatros del Canal, Teatro Real de Madri, Liceo de Barcelona e Los Angeles Opera House, Palau de les arts, La Maestranza, entre outras casas de ópera.

O webinar do dia 22 com os membros brasileiros da OLA será o primeiro com foco na indústria da ópera de um único país.

“Vemos o enorme potencial que o Brasil tem para crescer no mercado de artes cênicas e se posicionar frente ao resto do mundo. Daremos todo o nosso apoio para que os teatros e companhias trabalhem mais unidos e conectados. A chave para uma maior circulação internacional é a criação de redes e circuitos nacionais. É no nível nacional que as habilidades e competências podem ser reforçadas e, depois, exportadas para o resto do mundo”, afirma Alejandra Martí, diretora executiva da OLA, que será a mediadora do seminário.

Daniel Araújo, diretor do Theatro da Paz, planeja um fórum voltado para os profissionais técnicos da ópera. “É hora de darmos voz à técnica, será a primeira vez que esses profissionais poderão ser ouvidos de maneira constante, dentro de um pensamento mais amplo sobre a implantação de uma indústria da ópera”, defende.

“O Theatro Municipal vem se abrindo a novas linguagens artísticas com o objetivo de conhecer e diversificar seus públicos. Mas sem negligenciar as inovações dentro de suas linguagens tradicionais como a ópera, a música de concerto e o balé. Recentemente, programou a ópera ‘prism’, da norte-americana Ellen Reid, e encomendou pela primeira vez em sua história uma ópera nova baseada na obra de Plínio Marcos”, revela Luiz Coradazzi, assessor artístico da instituição. 

Paulo Esper, diretor da Cia Ópera São Paulo, ressalta que o motor da companhia é o ‘Concurso Maria Callas’, aberto exclusivamente para cantores latino-americanos para dar impulso a um início de carreira.

A Ópera Latinoamérica é um espaço de colaboração internacional que trabalha para o compartilhamento de boas práticas no setor da ópera e promove a circulação e o intercâmbio na América Latina há 13 anos. O Theatro Municipal de São Paulo e o Festival Amazonas de Ópera são membros fundadores da entidade.

Webinar: “O Desenvolvimento da Indústria da Ópera no Brasil”
Data: 22/5, sexta-feira 
Horário: 14h (horário do Brasil), 13h (horário do Chile)
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/2zawdQH e info@operala.org

*Com informações da assessoria