Close

Festival Amazonas de Ópera coloca gravações na internet

Redação Revista Concerto 09/04/2020

Em 2006, o Festival Amazonas de Ópera montou uma programação diferente. As quatro óperas apresentadas não eram apenas títulos importantes: dialogavam entre si, oferecendo olhares sobre a própria história do gênero.

Otelo de Rossini e o Otelo de Verdi mostravam duas versões para a peça de Shakespeare, uma delas símbolo do bel canto, a outra, do final do século XIX. E a Fosca, de Carlos Gomes, e a La Gioconda, de Ponchielli, levavam o público ao nascimento do movimento verista.

E foi com os dois Otelos que o Festival Amazonas de Ópera iniciou ontem, dia 8, a divulgação de registros históricos de sua programação. A iniciativa faz parte de um movimento de diversas instituições brasileiras que estão colocando apresentações na internet por conta do cancelamento da atividade musical provocado pela pandemia do coronavírus Covid-19.

O Otelo de Rossini contou com um elenco formado pelos tenores Paulo Mandarino, Carlos Ullan e Sergio Weintraub, a soprano Gabriella Pace e o baixo Pepes do Valle, com regência e direção musical de Marcelo de Jesus. Para ouvir, clique aqui

Já o Otelo de Verdi foi protagonizado pelo tenor Dennis O’Neill, com a soprano Eiko Senda como Desdêmona e o barítono Lício Bruno como Iago. A regência e direção musical é de Luiz Fernando Malheiro. Para ouvir, clique aqui

Publicação original: https://concerto.com.br/noticias/musica-classica/festival-amazonas-de-opera-coloca-gravacoes-na-internet