Close

Retrospectiva 2019: Flavia Furtado

Redação Revista Concerto 06/01/2020

Depoimento colhido na primeira quinzena de dezembro de 2019

“O ano 2019 foi um marco para a ópera no Brasil. Em maio, durante o Festival Amazonas de Ópera, foi realizado o primeiro encontro “Teatros de Ópera e Economia Criativa na América Latina”, que reuniu representantes de diversos teatros, do Departamento de Economia Criativa do Banco Interamericano de Desenvolvimento, da Ópera Latinoamérica, da Academia Brasileira de Música, da Secretaria de Cultura do Amazonas e da Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal. O encontro passará a fazer parte da agenda anual do festival, abrindo espaço para o debate e a interlocução política do setor. Na mesma ocasião, firmou-se um acordo de colaboração entre o governo brasileiro e a Ópera Latinoamérica (OLA), entidade que reúne os teatros e as companhias de ópera da América Latina e da Espanha. O documento estabelece a convergência de esforços para o fomento e o intercâmbio de montagens de ópera na região. Coroando esses esforços, a cidade de Manaus foi eleita para sediar a Assembleia Geral da Ópera Latinoamérica de 2021. Será a primeira vez em que essa reunião anual acontecerá no Brasil. O anúncio oficial foi feito no Theatro Municipal de São Paulo em novembro, durante o evento “Ópera em Pauta” – mais uma importante arena para a troca de experiências entre os teatros e as companhias que produzem ópera no Brasil. Como resultado da reunião, serão iniciados o levantamento e o cadastro dos teatros com fosso e companhias independentes no país. Nós nos preparamos agora para a 23ª edição do Festival Amazonas de Ópera, com a certeza de que o trabalho em rede é o caminho para firmar o Brasil como potência para o desenvolvimento do setor.”

Flavia Furtado, diretora executiva do Festival Amazonas de Ópera

Publicação original: https://www.concerto.com.br/noticias/musica-classica/retrospectiva-2019-flavia-furtado