Close

FAO HOJE

Sobre o festival

O FAO é hoje o principal evento de ópera no Brasil, o mais constante e longevo, e se comunica com diversas camadas da população, independentemente de formação ou de condições socioeconômicas. Seu público é hoje um dos mais jovens do país, contribuindo imensamente na formação de novas plateias e de consumidores de cultura.

Ao longo de 22 anos de atividade, o FAO estabeleceu uma verdadeira indústria da ópera em Manaus. Em 2019, foram 678 empregos, isso representa mais do que 8 setores da Zona Franca de Manaus. Foram abertas na cidade 6 lojas de instrumentos musicais, 10 lojas de equipamentos de som e imagem, 7 empresas de iluminação e 4 empresas especializadas em estruturas de palco. Cerca de 10 novos estabelecimentos comerciais foram inaugurados no entorno do Teatro Amazonas: restaurantes, lanchonetes, cafés e bares, além de 7 novos hotéis – o último deles, de padrão 5 estrelas.

PROGRAMAÇÃO ONLINE 2021

Edição Especial em Tempo de Pandemia
Óperas, Concertos, Recitais, Master Classes, Mesas Redondas, Vídeos educacionais.
Festival totalmente dedicado a compositores e intérpretes brasileiros

“O Futuro da ópera pós pandemia no Brasil e no Mundo”

24 de Abril -16h – mesa redonda


Leonardo Martinelli: “TRÊS MINUTOS DE SOL”

25 de Abril – 19h- Ópera

Libreto: João Luiz Sampaio
Ópera de câmara online, escrita para o FAO

Canções de Almeida Prado – Francisco Mignone – Ronaldo Miranda

26 de Abril, 20h – Recital

“Teatros de Ópera e a Economia Criativa no Brasil e na América Latina”

27 de Abril, 16h – Mesa redonda

Canções de Almeida Prado – Ernani Aguiar – João Guilherme Ripper – Osvaldo Lacerda – Ronaldo Miranda

28 de Abril, 20h – Recital

Canções de Chiquinha Gonzaga

29 de Abril, 20h – Recital

Fernando Riederer: “duas flores”
Sobre textos de Matsuo Bashô

30 de Abril, 20h – Concerto

“A profissão do compositor no Brasil”

01 de Maio, 16h – Mesa redonda

Laiana Oliveira: “Vox Populi” (2016)
“Virus Verbal em Quatro Miniaturas” (2020) Dedicada ao Festival Amazonas de Ópera.

01 de Maio, 20h – Concerto

Eduardo Frigatti: “O CORVO”
Edgar Allan Poe/ Machado de Assis
Libreto Eduardo Frigatti
Ópera de câmara escrita para o FAO

02 de Maio, 19h – Ópera

Tatiana Catanzaro: “Sans Rien Dire” (2004)
Tatiana Catanzaro: “Spaziergang”
Sobre o poema homônimo de Rainer Maria Rilke

03 de Maio,20h – Concerto

Vinicius Giusti: “dire è fare”

04 de Maio, 20h – Concerto

Composição de Ópera:
Novas linguagens, streaming – até que ponto ajuda ou prejudica a ópera

05 de Maio – 16h – Masterclass

Canções de Carlos Gomes

05 de Maio, 20h – Recital

Canções Amazonenses

06 de Maio, 20h – Recital

A arte do canto na ópera contemporânea – Especialização ou não?

07 de Maio, 16h – Masterclass

Paulina Łuciuk: “Ária dos olhos”
(poema: Alphonsus de Guimarães)

07 de Maio, 20h – Concerto

Willian Lentz: “A Máquina Entreaberta”

08 de Maio, 20h – Concerto

Piero Schlochauer: “moto-contínuo”
Libreto de Beatriz Porto, Isabela Pretti e Piero Schlochauer
Ópera de câmara escrita para o FAO
Série de vídeos educacionais
Vídeos educacionais – Raio X da Ópera
Todos os dias às 10h da manhã, de 26 de abril a 09 de Maio

09 de Maio, 19h – Ópera

Economia Criativa

O encontro “Teatros de Ópera e Economia Criativa na América Latina” nasceu em 2019, durante a 22a edição do FAO, com o objetivo de discutir a ópera como gênero criativo capaz de disseminar cultura, gerar empregos e de mobilizar vários setores da cadeia produtiva da economia criativa.

O primeiro encontro reuniu em Manaus nomes como Trinidad Zaldívar, chefe do Departamento de Economia Criativa do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID); Paulina Ricciardi, diretora administrativa da Ópera Latinoamérica; René Coronado, diretor executivo da Ópera da Colômbia; João Guilherme Ripper, presidente da Academia Brasileira de Música; Marcos Apolo Muniz de Araújo, Secretário de Cultura e Economia Criativa do Amazonas; Flávia Furtado, diretora executiva do Festival Amazonas de Ópera e Henrique Pires, então Secretário Especial de Cultura do Ministério da Cidadania.
Este espaço de debates acontecerá anualmente, em paralelo a cada edição do FAO.

O segundo encontro já tem data marcada, 01 de junho de 2020, durante a 23a edição do FAO.

Diretor artístico

LUIZ FERNANDO MALHEIRO

DIRETOR ARTÍSTICO FAO

Reconhecido pela crítica como um dos principais nomes da ópera no Brasil, Luiz Fernando Malheiro tem em seu repertório mais de 60 títulos regidos. É o atual diretor artístico e regente titular da Amazonas Filarmônica e diretor artístico do Festival Amazonas de Ópera.

Foi diretor artístico e regente titular da Orquestra do Theatro São Pedro, em São Paulo, e diretor de ópera no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, além de ter regido concertos e óperas com importantes orquestras em países como Espanha, Grécia, Estados Unidos, Polônia, Romênia, Hungria, Itália, Portugal, Israel, Argentina, Uruguai e Colômbia.

Novidades